Digital creativity unleashed

Twitter feed

[qode_twitter_feed user_id="QodeThemes" show_tweet_time="yes" author_name_color="#ff3d00" sc_date_color="#ffffff" text_color="#ffffff" count="3"]
M | Sangra, Margem de segurança e Marcas de corte.
623
post-template-default,single,single-post,postid-623,single-format-standard,bridge-core-1.0.4,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,qode_popup_menu_push_text_right,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-18.0.6,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive

Sangra, Margem de segurança e Marcas de corte.

Hoje vamos falar sobre a preparação para a finalização de arquivos para impressão. É meio complicado falar sobre sangrias, margem de segurança, marcas de corte sem falar de fechamento de arquivos, pois tudo isso faz parte do mesmo processo, então vamos tentar colocar isso numa fluxograma de forma que fique mais simples da gente conseguir visualizar esse processo inteiro.


É extremamente recomendável que você insira textos e vetores em softwares vetoriais para aí sim fechar a sua arte. 


Criação da Arte

Libere sua mente e coloque todo o seu potencial para fluir! Converta a arte final em CMYK / 300 DPI , adicione a Sangra e a margem interna.

Sangra / Sangria

Margem EXTERNA - a partir da linha de corte da arte para fora | de 5 mm a 3 mm pra cada lado da sua arte.

Margem de segurança

A margem de segurança é o espaço INTERNO - Entre a linha de corte da arte e do inicio da inserção dos elementos: Utilizada entre 5 mm a 10 mm pra cada lado.

Marcas de corte / dobra

Marcas indicativas de onde a arte deverá ser cortada /dobrada.

Fechamento de arquivos

Habitualmente as artes são fechadas no formado PDF/X-1A.

Envio da arte

Envie o seu arquivo de forma segura - Mas sobretudo de forma simples e prática.

1. Arte
Libere sua mente e coloque todo o seu potencial para fluir! Nessa etapa vale todo tipo de rabisco! Mas Lembre-se, depois de definida, deixe seu arquivo final no tamanho certo da peça com uma margem extra para sangria e em CMYK para impressão.

Dica: Evite usar fontes menores do que 6 pontos – Costumam não sair legíveis nas impressões. Caso você precise usar, faça um teste de impressão caseiro em tamanho real para ter certeza.

2. Sangra
Esse nome pode variar um pouco de região para região. Mas vamos lá, a sangra é um espaço (EXTERNO) da sua arte – E pra que serve? – Bem, esse pedacinho extra pode salvar a produção inteira de uma tiragem. Por exemplo, a gráfica imprime o seu projeto, logo depois o seu material será cortado, se a sua arte não tiver uma sangra, um cortezinho errado pode por toda a produção a perder, mas se estiver devidamente sangrado, mesmo que o corte saia um pouquinho fora do lugar, ainda sim o seu impresso sairá certo. Normalmente as gráficas usam uma sangra de 5 a 3 mm pra cada lado da sua arte. Contudo, existem gráficas que usam uma sangra maior ou menor, isso pode variar, nesse caso o ideal é solicitar as especificações para a gráfica.

3. Margem de segurança
A margem de segurança tem 02 propósitos, 1º – É trazer respiro a sua arte, espaço em branco não é seu inimigo, deixar que os elementos tenham espaços entre si é essencial.  2º – Garantir a segurança do conteúdo da sua arte caso ocorra um corte errado entre a sangra e a margem de segurança. Então, a margem de segurança é o espaço (INTERNO) entre o corte da arte e o inicio dos textos, Imagine um margem interna – Tudo que é texto e elementos extras deve acontecer somente nesse espaço com exceção do fundo da sua peça. A Margem de segurança vária entre 5 mm a 10 mm pra cada lado.

4. Marcas de corte e dobra
Bem aqui temos uma boa notícia e uma bem, boa também! Já que você vai fechar o seu arquivo em um programa vetorial como o Adobe Illustrator ou o CorelDraw, você não precisa se preocupar em fazer as suas marcas de corte! Sim… isso mesmo, esses lindinhos fazem isso automaticamente pra você, lógico, se você configurar ele certinho.

Qual a má notícia? Nenhum programa vetorial faz marcas de dobra! Essas, meu amiguinho, você terá de fazer no braço! Veja a gabarito para download

Dica: Nunca use menos do que 0,3 mm de espessura para suas marcas de corte e dobra – Menos que isso não saí nas impressões.

5. Fechamento
Normalmente o fechamento padrão de uma arte para impressão é feito em PDF/X-1A, normalmenteeeee, mas…..existem inúmeras gráficas que usam presets diferentes de saída para arquivos. Então meu conselho é, que você entre em contato com a sua gráfica e peça as especificações de fechamento de arquivo, como por exemplo?  Qual o PDF utilizado, qual a sangria e por aí vai. Algumas gráficas ainda pedem que você utilize profiles de cor que se adequem a saída de cores da impressora deles.

Ah, outra coisa importante, existem algumas gráficas que pedem o arquivo aberto em .CDR ou .AI –  Nesse caso você terá de fazer as marcas de corte e de dobra manualmente também.

6. Envio da arte
Parece besteira falar disso, mas vai por mim, tem muita gente que ainda tem dificuldades em receber arquivos para produção, principalmente se tratando de arquivos para impressão, já que, em sua grande maioria são arquivos pesados e não podem ser enviados normalmente por e-mail.

A dica aqui é facilitar de todas as formas possíveis, eu indico os mais utilizados para envio de arquivo:

Google Drive
Dropbox.com
wetransfer.com


Nosso modelo é um folder A4 com 01 dobra: Você pode abrir esse PDF no Illustrator ou  CorelDraw.